sexta-feira, 20 de janeiro de 2012

TRANSFORMAÇÃO PM E BM? NUNCA!

Até agora não há resposta ao acontecido. PM e BM mobilizaram e pararam as forças públicas, a sociedade se inquietou, o governo tremeu nas bases e chamou o movimento pra renegociar. Entra em ação  o comando de greve composto de lideranças fictícias e surfistas, uns velhos conhecidos, outros nem tanto, porém, era o que apareceu, mesmo que alguns até convocados pelo governo, pasmem! Para defender a quem ameaçava o governo! Na discussão que se prolongou por horas e horas, com palavras e mais palavras, talvez com números e números da matemática dos que pedem e os que não querem dar nada. Saiu o pseudo comando de greve com o acordo selado, sem ao menos ouvir as bases, e acima de tudo, os lideres empurram goela abaixo dos manifestantes cansados, perseverantes e sonhadores as cláusulas aceitas com o pomposo nome de conquistas, vencidas numa negociação ferrenha, mas, inteligente, pois agora o governo muito sensível as  necessidades abriu uma mesa de negociação permanente, na verdade o valoroso comando grevista esqueceu de combinar com os manifestantes o acordo que passou longe do que era sonhado pela maioria.
FALTA DE EXPERIENCIA
Na verdade, nossas associações são para fins recreativos, não de representação de classe, por isso, lhes falta a experiência sindical, lhes falta a vivência nas lutas por condições de trabalho, aliado a isso, faltou a legitimidade, o comando de greve estimulado pelo governo que sabia da insatisfação dos PM e BM, assumiu a liderança do movimento pelo simples fato do comando estar vago, como também, para lucrar conceito e amealhar simpatia de PM e BM para futuros sócios de suas agremiações e interesses políticos para eleição para vereador.
SUBMISSÃO
As forças públicas do Brasil são centenárias, salvo falta de memória, deve ter algumas bicentenárias. A PM do Pará já vai para os seus 193 anos, o quer se dizer com isso? São anos e anos de cultura de submissão, alem do que, depois da Revolução de 1964, as forças públicas foram reorganizadas pelo Exército Brasileiro no mais profundo militarismo, isso se deu, tanto por receio de enfrentar um exército de PM e BM, quanto pela força que alguns estados dispunham naquela época, como exemplo, a PM de São Paulo, no governo de Ademar de Barros que segundo se comenta, era mais forte do que o próprio Exército.
Essa cultura de submissão que existe entre policiais e bombeiros militares na vida diária,  contribuiu para o fracasso do movimento nascituro forte que veio a óbito dias depois do nascimento.
E como isso acontece? Começa com a mistura de interesses das associações que não representam a classe, mas, se associam politicamente para fortalecer alguém e depois receber subvenções e outros agrados como Benfeitorias no clube, imunidade nas prestações de contas, nomeações e privilégios com o governo e comando.
Pela falta de coragem dos presidentes das associações em enfrentar a dominação, isto, custará desvantagens pessoais se a causa defendida perder.
O medo da oficialidade em perder a DAS, promoção e ainda ganhar um alto cargo no DESC (Departamento de Escadas e Corredores), isto, quando não for transferido para Itaituba, São Felix do Xingu ou quem sabe Novo Progresso?
Medo de oficiais e praças em perder seus aposentos nos castelos dourados da nobreza estatal paraense, como ALEPA, Ministério Público, TJE, TCE e outros casarões mais modestos, cujos servidores militares incentivam e torcem pela greve dar certo, pois, continuaram recebendo seus dotes e ainda, lucrarão mais uns trocados a custa do sacrifício alheio.
Medo das praças em assumir a condição de lideres e expulsar os pelegos surfistas que adoram uma onda pra se promover. Cada quartel tem o seu Tiradentes, a maior prova disso, foi à mobilização feita pela internet e celulares. Essa mobilização me fez conhecer melhor um cabo, que vou resguardar a identidade, que no alto de seu desespero com o acordo feito, disse Essas textuais: “Coronel eu não tenho muito estudo, por isso, concordei com esses traíras nos representasse, veja no que deu? Fico ainda mais aborrecido, que eles quando vieram da reunião usaram um palavreado de dicionário pra nos enrolar como se palavra bonita matasse a fome do meus filhos. Se houver outra oportunidade, eu serei o líder, eu mobilizei, eu convenci, eu lutei, isso me da força pra liderar”.
Agora é aguardar o cumprimento do acordo e esperar as migalhas que serão ofertadas aos oficiais.
E cumpriu-se a profecia: “JATENE AMIGO A PM E BM ESTÃO CONTIGO”, assim cantavam, e ainda devem cantar a maioria dos servidores militares do PARAZÃO UNIDO DE MISÉRIA.

6 comentários:

  1. Renato Rodrigues DA Costa20 de janeiro de 2012 12:52

    DECEPÇÃO! é o que estou sentindo com o resultado de tudo que foi feito pra nada, infelismente, estavamos com todo o controle de negociação nas mãos e tinhamos todos a nosso favor, principalmente os que mais se sentiriam prejudicados com a paralização " a sociedade de modo geral" eu que faço parte de uma diretoria estou decepcionado pq enquanto aq em Marabá todos lutavam pra fazer uma paralização que chamassem a atenção, enfrentando sol e pressão da sociedade, como tambem foi feito em todo o estado pelos colegas de varios batalhões, enquanto isso nossos representantes em Belem aceitam uma vergonha de contra proposta. COMO DISSE UM COLEGA ONTEM NA NOSSA MANIFESTAÇÃO, NOSSOS REPRESENTANTES SÃO UNS VERDADEIROS COVARDES.

    ResponderExcluir
  2. Quero que a greve continue. e que esses vendidos sejam considerados representantes ilegítimos. e que o governo aceite novos representantes, para negociar a mesma pauta.

    ResponderExcluir
  3. Quem termina e começa uma greve somos nós. não aqueles cagoes.
    eu vi esta greve nascer aqui! e contribui para o parto. não vou deixa-la morrer! vamos fazer todos o milagre da ressurreição!
    Pessoal.. divulguem ! liguem! compartilhem! enviem sms! Mostre a realidade que o aumento é de apenas 149$. um insultooO!!! infectem os demais com a sua revolta e indgnação! VAMOS PARA DE VEZ A POLICIA E OS BOMBEIROS DO PARÁ!

    ResponderExcluir
  4. Encerrem a greve agora...comecem a legítima no Carnaval!

    ResponderExcluir
  5. INFELIZMENTE DEVIDO A DIMENSÃO E DESESTRUTURAÇÃO DO NOSSO ESTADO FALTOU U.N.I.D.A.D.E PARA FORTALECER O MOVIMENTO.SOU DE BELÉM ,E O QUE VEJO HOJE SÃO POLICIAIS DESOLADOS.A INTERNET ESTÁ AÍ (CADÊ O FACE DO BLOG?)EU ACOMPANHEI O MOVIMENTO PELO FACE E TWITTER MAS NÃO TINHA CONTATO COM NINGUÉM...ESPERO QUE EM MARÇO O MOVIMENTO RENASÇA.MEUS PARABÉNS AOS POLICIAIS QUE CONSEGUIRAM MOBILIZAR ,MESMO QUE INCOMPLETAMENTE, A TROPA.VAMOS NOS UNIR, SE ATRAVÉS DA INTERNET DITADORES FORAM DERRUBADOS,POR Q NÃO CONSEGUIMOS AUMENTO? REPITO,VAMOS NOS UNIR MAS SÓ PERGUNTO : ONDE?

    ResponderExcluir
  6. Caros companheiros, até o momento não vejo nenhum funeral, a única coisa que vejo é um nascimento de uma nova policia com homens mais esclarecidos e dispostos a acabar com espúrios cometidos contra os pais de família no seio da corporação, não existe mais aquela de sim senhor! Sim senhor! Agora é senhor isto não é correto! O estado está me roubando! Muitos estão cometendo assédio moral contra o homem e eu não vou ficar calado! Este sentimento nasceu em você e vai crescer pq ontem os policias obtiveram sua liberdade de expressão, hoje você sabe que tem uma mesa permanente para corrigir suas perdas, problemas com seu serviço e outros; neste notei um profissional sendo submisso a um coronel (que me desculpe os honestos) pessoas que só sabem pensar em si, vc deve respeito, mas não se submeter ao ridículo, sabe que se vc não concluiu seus estudos, pq foi a policia que não lhe deu oportunidade para continuar, e vc sabe muito do que estou falando, então meu amigo acorde e venha para luta, venha buscar novos tempos lembre-se que antes vou não tinha sonho de nada, o hoje vc já pode se planeja pq o futuro de seus filhos e netos serão melhores. Creia e venha para o debate em vez de ficar se lamentando para pessoas que não estão nem ai para você, lembre-se que o coronel e um servidor que nem você cumpre ordem, lembre-se que o dia que um coronel soube que juntos somos forte, Ah! Vc nem sabe o que pode acontecer. POR ISSO EU SOU A FAVOR DA LISTA TRÍPICE PARA ESCOLHA DO COMANDANTE GERAL, ONDE A TROPA POSSA ESCOLHER SEU COMANDANTE GERAL, SÓ ASSIM O PERFIS DAS REIVINDICAÇÕES MUDARAM!
    Luiz Carlos. 20/01/12, as 22h45.

    ResponderExcluir